Eu sou Carlos Latuff, cartunista e fã ferroviário. O propósito desta página é compartilhar com os internautas uma seleção das melhores imagens produzidas durante minhas expedições ferroviárias. Os registros aqui publicados podem ser reproduzidos pelos interessados, com tanto que para fins não-comerciais de informação, citando a fonte (por gentileza). Sou também colaborador do sítio www.estacoesferroviarias.com.br, de autoria do pesquisador Ralph Mennucci Giesbrecht, a página mais completa da Internet sobre estações ferroviárias brasileiras.

sábado, 8 de setembro de 2012

Estação de Praia Formosa com os dias contados

Aproveitei a manhã de sol para fazer uma rápida incursão pelo pátio de manobras da extinta estação de Praia Formosa (terminal de cargas, Estrada de Ferro Leopoldina), local que rendeu a este blog 4 postagens:

24 de janeiro de 2009 http://ferroviasdobrasil.blogspot.com.br/2009/01/estao-de-praia-formosa-rj.html
25 de janeiro de 2009 http://ferroviasdobrasil.blogspot.com.br/2009/01/ptio-de-praia-formosa-em-2003.html
20 de março de 2010 http://ferroviasdobrasil.blogspot.com.br/2010/03/urgente-locomotiva-historica-no.html
09 de novembro de 2010 http://ferroviasdobrasil.blogspot.com.br/2010/11/foto-aerea-da-antiga-estacao-de-praia.html

Quando estive lá pela última vez no final de 2010, a área estava abandonada. Vendido pela União á Prefeitura em 2012, o terreno agora é um grande canteiro de obras. Conforme anunciado na imprensa em abril desse ano, alí serão construídas instalações que abrigarão árbitros e jornalistas para os Jogos Olímpicos de 2016. O que significa dizer que tudo o que lembrava um pátio de manobras ferroviário está desaparecendo.

A missão dessa manhã foi simples e rápida. Infiltração, reconhecimento, evasão. Parte do terreno está isolado com tapumes, mas existem pontos de acesso. O local tem vigilância uniformizada. Foi driblando os guardas que consegui fazer provavelmente os últimos registros do que sobrou do pátio e da estação de Praia  Formosa.

(ATUALIZAÇÃO 11/09/2012 14:52) Falei com a jornalista Yara Lopes, da assessoria de comunicação da Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro (Cdurp) que me informou o seguinte: Os vagões e a estação de Praia Formosa são de responsabilidade da Secretaria de Patrimônio da União, que é quem deverá dar destino a esses bens. Já os armazéns datados de 1918 não tem valor arquitetônico de acordo com o IPHAN, e deverão ser demolidos.

(Clique nas imagens para ampliar)

A estação de Praia Formosa por enquanto está de pé, e ainda tem a mesma pintura branca e azul que encontrei em 2009.  
Me parece que o motivo dela não ter sido ainda demolida é porque serve de abrigo aos funcionários da obra.

Qual será o destino reservado a estes antigos armazens que no passado serviam a ferrovia?

O dístico no alto de um dos armazens traz a data de sua construção. Será que chegarão a completar mais um aniversário?
Alguns vagões ainda podem ser vistos em meio as montanhas de entulho.

Um comentário:

Victor disse...

O material rodante ali guarda, inclusive com peças únicas como carros restaurante, a loco brasinha construída pela RFFSA em Bicas-MG, carros da CBTU e vagões de carga feitos todos de rebite foram solicitados diversas vezes pela AFPF para preservação no pátio de Barão de Mauá.
Os pedidos nunca foram atendidos pelo governo do estado, que cortou e vendeu todo o material, e agora repassa para a responsabilidade da SPU o que sobrou.