Eu sou Carlos Latuff, cartunista e fã ferroviário. O propósito desta página é compartilhar com os internautas uma seleção das melhores imagens produzidas durante minhas expedições ferroviárias. Os registros aqui publicados podem ser reproduzidos pelos interessados, com tanto que para fins não-comerciais de informação, citando a fonte (por gentileza). Sou também colaborador do sítio www.estacoesferroviarias.com.br, de autoria do pesquisador Ralph Mennucci Giesbrecht, a página mais completa da Internet sobre estações ferroviárias brasileiras.

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Estação ferroviária de Paiva, Zona da Mata de Minas Gerais

(Clique nas imagens para ampliar)


Aspecto atual da estação ferroviária de Paiva (Estrada de Ferro Central do Brasil, Km 360,9)


A antiga caixa d'água que servia as locomotivas a vapor. Suas vigas de sustentação trazem a data de 1882

No final do mês de julho, em busca de mais vestígios da ferrovia que ligava as cidades mineiras de Santos Dumont e Mercês (veja AQUI) passei a noite em Paiva, uma das localidades por onde o trem passava. Eis um pouco da história de Paiva, de acordo com a página da Assembléia Legislativa do Estado de Minas Gerais:

"O povoamento do local onde se encontra o município de Paiva tem origem no início do século XX, na antiga fazenda Santa Rosa. No ano de 1906, o lugarejo é atacado por uma forte epidemia. O proprietário, João Ferreira de Paiva, promete a São Sebastião que se a peste acabasse, ele ergueria um arraial em suas terras. Quando a peste chega ao fim, o fazendeiro levanta um cruzeiro e uma capela é construída. Com o avanço do ramal ferroviário, João Paiva consegue junto ao Senador Bias Fortes a modificação no traçado para que a estrada passasse pelo arraial. Em 1914, é inaugurada a estação Paiva, em homenagem ao fundador do lugarejo. Em 1948, o arraial é elevado a distrito de Barbacena e, em 1953, passa a município."


Vista parcial da praça central de Paiva, MG

Para mais informações sobre o município de Paiva, visite o sitio da ALMG: http://www.almg.gov.br/index.asp?grupo=estado&diretorio=munmg&arquivo=municipios&municipio=46602

Durante minha pousada, conheci Jair Toledo de Paiva, neto do fundador da cidade e atual vice-prefeito. Ele mantém o bilhete de passagem datado de 13 de dezembro de 1967, dia em que, de acordo com seu Jair, o trem passou por alí pela última vez.

(Clique nas imagens para ampliar)





Dentre as inúmeras fotografias de seu acervo, seu Jair me mostrou algumas dos tempos em que a ferrovia funcionava, as quais compartilho com os fiéis seguidores deste blog.

(Clique nas imagens para ampliar)








8 comentários:

anderson disse...

cara essa expedição pelo ramal esta me servindo de inspiação para criação da minha maquete,parabens latuff assim as ferrovias serao eternas em nossas lembranças,coração e quem sabe um dia voltem a transportar pessoas cruzando esse nosso lindo Brasil.

Almyr disse...

Otima reportagem!. Essa foto da consolidation 1171, me lembra muito minha infância e adolencia em Miguel Pereira e Gov. Portela, onde se via as irmãs dessa loco que pertenciam ao depósito de valença e faziam os trens até Gov Portela.Hoje, a única sobrevivente que escapou dos maçaricos, é a 1170, que se encontra em Campinas na abpf.Era uma série grande 1140...1150..1160...1170..1180 e 1190 grande parte em Valença.
um abraço almyr rezende - brasilia df

ana paula disse...

olá Latuff! gostei muito da reportagem, principalmente porque Paiva é minha terra natal! Meu avô, hoje com 84 anos, por muito tempo foi o fotógrafo oficial da cidade e guarda várias fotos da antiga ferrovia. Caso lhe interesse, estarei a disposição!

Almyr disse...

Atençao Latuff! Estou muito curioso com os arquivos do avô da Ana Paula em Paiva .
Deve ser uma coisa muito boa. A cidade como todo e as histórias da ferrovia,(EFCB)
Como sou um carioca que cresceu no interior do estado do RIO, tendo meu pai como ferroviario,(chefe de estação, nada mais gratificante ver essas reportagens.
Meu grande abraço a todos
Almyr Rezende - BraSÍLIA df

shadow disse...

Parabéns pela reportagem !
Excelente material !
Parabéns !!!!!

Carminha disse...

Revivi intensamente minha infância através dessas fotos. E lembrar coisas boas renova o espírito. Obrigada por isso e parabéns pelas fotos.
Um abraço.
Carminha Maria Afonso do Carmo
Jacareí,São Paulo

Helder de Paiva disse...

Olá Latuff. Minha família é de Paiva, e achei fantástico ver minha cidadezinha mencionada aqui. Vale lembrar que a estação sempre foi muito simbólica para a cidade e, por isso, sempre foi muito preservada.
Espero que tenha encontrado o pontilhão sobre o rio, já fora dos limites urbanos da cidade. Ela está em terras de uma tia.
Abraços!

DÉIA OLIVEIRA disse...

ola carlos ,parabéns pelo trabalho!estou em um projeto pelo IFET campus santos dumont,fazendo um levantamento geográfico da região da zona da mata mineira em torno da ferrovia e achei no teu blog uma excelente fonte de pesquisas!gostaria de entrar em contato.também tenho o meu cantinho,visite-o quando puder!http://www.deianarede.blogspot.com/