Eu sou Carlos Latuff, cartunista e fã ferroviário. O propósito desta página é compartilhar com os internautas uma seleção das melhores imagens produzidas durante minhas expedições ferroviárias. Os registros aqui publicados podem ser reproduzidos pelos interessados, com tanto que para fins não-comerciais de informação, citando a fonte (por gentileza). Sou também colaborador do sítio www.estacoesferroviarias.com.br, de autoria do pesquisador Ralph Mennucci Giesbrecht, a página mais completa da Internet sobre estações ferroviárias brasileiras.

domingo, 15 de agosto de 2010

Estação ferroviária de Mercês, 51 anos depois

Concluíndo minha recente expedição (veja AQUI e AQUI) cheguei a estação ferroviária do município mineiro de Mercês (Estrada de Ferro Central do Brasil, Km 381,2).

Eis um pouco da história de Mercês, de acordo com a página da Assembléia Legislativa de Minas Gerais:

"O antigo povoado de Mercês cresceu no local conhecido como região dos Pombos, onde também veio a se desenvolver o município de Rio Pomba. Capelinha das Mercês era como se designava o local. A população se formou com gente oriunda principalmente de Barbacena. O povoado, denominado Mercês do Pomba, cresceu devido às construções que foram surgindo ao longo da estrada que ligava Vila Rica ao Rio e que passava por ali. A freguesia foi criada em 1841 com o título de Nossa Senhora das Mercês e obteve a sua emancipação em 1911, desmembrando-se de Rio Pomba."


(Clique nas imagens para ampliar)



A estação em 1959, numa foto da Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, editada pelo IBGE.


A estação em julho de 2010, num ângulo aproximado, já que um muro e palmeiras impossibilitam ver a estação do ponto exato de onde a foto foi tirada há 51 anos. Atualmente funciona como agência dos correios.

Para mais informações sobre o município de Mercês, visite o sítio da ALMG: http://www.almg.gov.br/index.asp?grupo=estado&diretorio=munmg&arquivo=municipios&municipio=41603


A estação, provavelmente nos anos 70, já sem trilhos. Detalhe de um painel em exibição na Prefeitura Municipal de Mercês.

Agradeço a atenção da Prefeitura Municipal de Mercês, cuja assistência me possibilitou o registro atual da estação ferroviária.

2 comentários:

Sonja disse...

Oi Latuff,

Quando eu era pequena sempre passava as ferias de Julho em Merces pois minha mae era nascida la. Tenho as melhores recordacoes do trem que saia de SD pelas 2 da tarde e levava uma 3 horas para chegar. A paisagem, o por do sol, o barulho do trem nos trilhos tudo isso fica guardado no coracao. Eu estudava em Rio Pomba em 67 quando acabaram com os trilhos, uma pena!

Grande beijo.

Patricio Carneiro disse...

Latuf, onde é a foto dessa pequena construção ao lado da ferrovia, em sua foto de capa do blog? grato. patrício
patriciocarneiro@yahoo.com.br